Marx e valor adicionado

Marx, fora a sua visão ideológica, antecipou diversos conceitos da economia moderna, como o valor adicionado, que na sua visão envolvia a mais valia sobre o trabalho.
O capitalista lucra e acumula o seu capital sobre os fatores de produção que compra ou usa. Esses são para ele custos, sobre os quais adiciona valor, gerando os seus lucros.
As metodologias de cálculo do PIB, somam todos os valores adicionados.
Do ponto de vista do empresário, ele adquire os insumos, pagando um valor - que corresponde aos custos -  e os processa, com ou sem alterações físicas e vende por um preço maior que aqueles. Essa diferença corresponde ao valor adicionado pelo empresário ou pela sua empresa.
Desse valor adicionado ele precisa pagar a mão-de-obra utilizada, a depreciação dos ativos, os custos financeiros e os tributos. O que sobra é o seu lucro. 
Ele sempre busca um acréscimo sobre os seus custos que é uma "mais valia". 

(cont)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A dianteira do indefinido

Nenhum candidato se elege. Ele é sempre eleito. Não é ele - o candidato - que decide se quer ou não se eleger. O único poder efetivo, que de...