O estrategista Jair Bolsonaro

Jair Bolsonaro é um ex-militar e raciocina estrategicamente: "a melhor defesa é o ataque". Diante da movimentação dos estudantes saí para o xingamento, tentando desmoraliza-lo.
Como capitão reformado não chegou a frequentar o ECEME - Escola de Comando do Estado Maior do Exército, como o seu Vice-Presidente, assim como todos os generais que o cercam. Não teve aulas formais de estratégias militares. 
Saiu para o ataque, e levou uma goleada.
Pela manhã, meia dúzia de estudantes e professores de esquerda, com o apoio de partidos de esquerda e do movimento "Lula Livre", que nada tinha a ver com os cortes da educação. Foi nitidamente um movimento de grupos oposicionistas.
Mas a cobertura das manifestações pela mídia e a reação de Bolsonaro chamando os manifestantes de "imbecis inúteis", massa de manobra daqueles grupos de esquerda, teve efeito contrário ao pretendido pelo Presidente.
Houve uma adesão de insatisfeitos com a situação atual do Brasil, ou com o Governo, mesmo de eleitores de Bolsonaro e engrossaram as manifestações. Os "gatos pingados" que conseguiram fechar apenas uma pista em frente ao MASP pela manhã, fecharam 5 quarteirões da Avenida Paulista. Comparada com outras grandes manifestações foi pouco. Mas um alerta. 

(cont)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem vai mandar no Estado Brasileiro?

Os favoráveis ao decreto que flexibilizou o porte e posse de armas, o defendem em função do seu conteúdo, prometido ao longo da campanha ...