O grande mal

O grande mal do Brasil é o despachantismo político. Um mal que se não for reconhecido, diagnosticado e combatido continuará travando o desenvolvimento nacional.
O seu crescimento, a partir de 1988 levou o Brasil a uma estagnação econômica. 
A tentativa de combatê-lo, depois de instalado no Congresso Nacional, como está fazendo o Governo Bolsonaro, atendendo a promessas de campanha, tem resultado em sucessivos impasses, travando a aprovação das medidas legislativas necessárias para a retomada do crescimento econômico.
Não dá para debelar a doença depois de instalada. É preciso evitá-la na origem, onde ela se instala. Essa é a eleição dos deputados despachantes por decisões dos eleitores. 
Esse momento conjuga diversos fatores, alguns estruturais e outros específicos. 

(cont)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem vai mandar no Estado Brasileiro?

Os favoráveis ao decreto que flexibilizou o porte e posse de armas, o defendem em função do seu conteúdo, prometido ao longo da campanha ...