quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Plano estratégico para o agronegócio amplo (2)

Na perspectiva de maior processamento industrial das matérias primas agrícolas a estratégia mais importante é da marca. O que envolve toda uma gama de serviços para que a marca seja reconhecida mundialmente.

O passo inicial ainda está no campo, pela qualidade do produto. 

A qualidade mais importante não é a intrínseca, medida por índices técnicos, mas a qualidade percebida pelo consumidor.

Uma alternativa é focar no produto puro. Que agora é a moda. Nas bebidas alocoolicas, o "puro malte". 

Vender no mundo o "puro café brasileiro".

Como e quem pode fazer isso? Não pode ser o Governo. Aliás governos anteriores tentaram e fracassaram. Não pode ser baseada na visão burocrática. 

Serão empresarios nacionais ou multinacionais de origem estrangeira?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem vai mandar no Estado Brasileiro?

Os favoráveis ao decreto que flexibilizou o porte e posse de armas, o defendem em função do seu conteúdo, prometido ao longo da campanha ...