segunda-feira, 15 de maio de 2017

Planejamento de investimentos em infraestrutura (3)

Os investimentos em infraestrutura tem sido movidos por necessidades supostamente urgentes, sem um planejamento com visão mais larga e de longo prazo. Essa visão mais larga significa pensar o sentido do investimento em termos mundiais e geopolíticos.


Estamos de novo diante de uma nova encruzilhada, diante da crise provocada por equívocos governamentais anteriores, aceitas pela sociedade brasileira.

Para viabilizar os investimentos a grande esperança e orientação governamental é buscar ou aceitar o apoio financeiro chinês. 

Ao contrário do Brasil, a China tem estratégias e plano de longo prazo e uma delas não é diferente das velhas e tradicionais estratégias imperialistas. Transformar países menos desenvolvidos em polos ou colônias de suprimento das necessidades de sua população. Através da realização de investimentos em infraestrutura. A China está desenvolvendo modernamente as mesmas estratégias do imperialismo europeu, nos séculos passados.

O foco da China é a África e a América do Sul. Na América do Sul, aproveitando as crises econômicas do Brasil e da Argentina. E também da Venezuela.

O dilema brasileiro é aceitar ou não essa situação ou perspectiva.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Um bom ou mau projeto? (4) - Reindustrialização

Dentro da perspectiva de que o Brasil para se tornar um país desenvolvido precisava ter uma indústria própria. Até os anos 80 a indústria fo...