quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Honestidade x combate à corrupção


Honestidade deverá ser um dos principais itens da agenda eleitoral de 2018, tanto para o cargos executivos como legislativos.

Será a mesma coisa de "combate irrestrito à corrupção"?

Honestidade é uma condição pessoal do candidato, que será apresentado, mas terá que ser percebido e aceito pelo eleitor.

Combate à corrupção é uma proposição que poderá ou não ser adotada pelo candidato. E ser real ou falsa.


Honestidade é uma condição passada e presente. Combate à corrupção é discurso para o futuro.

Os veteranos tem um passado público conhecido. Os novatos não tem, a menos de algum registro em ficha criminal.

Todos os candidatos se apresentarão como honestos e a favor do combate à corrupção. 

Apenas com o discurso de "combate irrestrito da corrupção" poderá ser insuficiente para ganhar "corações e mentes" dos eleitores e, consequentemente, o seu voto.

Combate à corrupção é e será muito importante nas eleições de 2018, mas não será um diferencial importante para os novatos derrotarem os veteranos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Um novo amor!

Em 10/06/2018 publicamos este "post" Para que se efetive uma ampla renovação do Congresso Nacional duas condições são essenciais...