quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Os legados do PT desmoronado

O principal legado de 11,5 anos do PT no poder, para a dita classe trabalhadora foi a preservação dos direitos trabalhistas, dentro da CLT, melhoria da renda pela valorização do salário-mínimo, pelo crédito consignado e, principalmente, pelo aumento continuado dos empregos com carteira. Com essas medidas, sustentada pelo crescimento econômico, o mercado de trabalho se formalizou, com os celetistas
predominando.
Nos dois últimos anos, as primeiras medidas se esgotaram, na sua eficácia e o mercado formal entrou numa espiral negativa, com sucessivas e continuadas quedas do estoque.


Aumentou o desemprego, o mercado de trabalho passou a ser dominado pelos não celetistas e o PT continuou voltado exclusivamente para os celetistas desconhecendo ou desprezando os não celetistas. O seu principal esforço foi cercear a migração, combatendo a terceirização.
O que pode ter contribuído para o seu desmoronamento em 2016: perdeu os votos dos celetistas, a menos de lideranças sindicais, e não ganhou ou votos dos não celetistas.
As heranças não foram benditas, mas malditas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário