quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Carreiras profissionais; de quem?

Carreiras profissionais são diferentes para os talentosos e os normais. 
Os talentosos terão problemas de escolha entre as diversas opções que o mercado busca e oferece. Os normais vão ter que "ralar" para chegar e se manter no mercado de trabalho. 
Mas os talentosos que se acomodarem poderão também serem desprezados pelo mercado. Principalmente se as suas habilidades ficarem obsoletas em função das mudanças no mundo, pricipalmente as provocadas pela tecnologia.
 Quem tem habilidades desejadas pelo mercado deverão aperfeiçoa-las. Quem não as tem precisarão estar voltados para perceber o que está acontecendo com o mundo. E onde as coisas estão mudando.

Os "normais" terão que se preparar para  o que "der e vier".
Eles não irão escolher. Serão escolhidos. E poderão ser substituidos por robôs.
O "segredo" é estar onde poderão ser escolhidos. 
Tudo o que se publica sobre brilhantes carreiras profissionais, do estagiário que virou Presidente, de pequenas empresas, grandes negócios é para os talentosos. A literatura e as informações para os "normais" são escassas. E ficam sem orientação. 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Esquerda, centro ou direita (3)

A adesão do eleitorado às teses defensivas da esquerda O Governo Temer - por estratégia ou por falta de opção - resolveu promover uma refor...