segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Fracasso nas exportações industriais

A grande esperança da economia brasileira está numa retomada de crescimento baseada numa dinamização das exportações.
Com a sensível baixa na cotação das commodities, a esperança é depositada na exportação de produtos industrializados, justificados por terem maior valor agregado.
O objetivo das políticas públicas é ampliar o mercado, conquistar novos mercados.
Mas, apesar da "maxi-desvalorização" entre o primeiro semestre de 2014 e o mesmo período de 2015, as exportações industriais despencaram. O Brasil não está conseguindo sustentar as suas exportações nos mercados já conquistados.
As desculpas começam com a crise argentina, que afeta a exportação de veículos automotores. Mas uma das maiores quedas está no setor de maquinas e equipamentos, que teve uma queda de U$ 1,5 bilhão na comparação entre o período de janeiro a agosto de 2015 e o mesmo período de 2014. E as principais exportações se destinam aos EUA, que está com um crescimento baixo, mas com crescimento, diversamente do que ocorre com o Brasil E a queda já estava ocorrendo no primeiro semestre, antes mesmo da crise chinesa.


O Governo e o setor devem explicações  sociedade sobre as reais razões de mais essa frustração. E cabe também aos analistas saírem do "mais do mesmo" para avaliações do que está acontecendo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Riscos de empreendimentos privados de infraestrutura

O primeiro grande risco é a falta de compreensão sobre "empreendimento de infraestrutura", também caracterizado como projeto de in...