segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Por que a elite migra nos grandes centros urbanos?

Dentro das cidades as áreas melhor atendidas com infraestrutura são as escolhidas pelas elites econômicas para morar ou trabalhar.

Mas depois as vão abandonado em busca de novas áreas, repetindo o mesmo processo de demanda por infraestrutura urbana, deixando ociosa a anterior. 

A sequência é da perda de dinamismo dessas áreas de media alta renda, com estagnação da valorização imobiliária e abertura de espaço para a ocupação pelas famílias de renda média.

Esse processo de ocupação e uso da cidade, gera e mantém, sucessivamente os desequilíbrios, que os Poderes Públicos buscam corrigir, mas sem sucesso. 


Esse processo gera sempre a impressão de que falta  planejamento urbano. O que não corresponde à realidade. O que não falta nas grandes cidades brasileiras é plano. Que não se efetivam como desejado, porque a população não segue os desejos dos planejadores. 

Quem está errado? O planejador ou a população? Ou não é uma questão entre certo e errado. Mas entre sonho e realidade?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O perfil dos novatos (3)

Além dos posicionamentos pessoais a respeito da ética no exercício da função política, os novatos deverão se posicionar em relação aos temas...