segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Os partidos dos grotões


Os dois principais vencedores dos pleitos de 2016, tem posições divergentes conforme o critério. Pelo número de Prefeituras conquistadas o PMDB sai disparado na frente com 1.029. O PSDB fica em segundo, distante, com 793.
 á pelo número de eleitores que irão governar, é o PSDB que sai à frente com 26,8% superando largamente o PMDB que fica com 17,4%. Nos terceiro e quarto lugares ocorre o mesmo fenômeno. O PSD tem mais Prefeitos eleitos do que o PSB, mas um percentual menor de eleitorado que irá governar.

O grande número de Prefeituras conquistadas baseadas nos estratos de pequeno e micro municípios demonstra a capilaridade partidária e tem grande importância para as eleições legislativas, e menor relevância para as eleições majoritárias que ocorrem para os Executivos.

Dai a razão pela qual PSDB, com o PT, disputaram a preferência majoritária do eleitorado e o PMDB, apesar de ser - aparentemente - o maior partido brasileiro, nunca conseguiu eleger diretamente um Presidente da República, tendo assumido por 3 vezes por incidente com o Presidente eleito. Mas, por outro lado, em função do sistema político, elege as maiores bancadas no Senado e na Câmara dos Deputados, sendo fundamental para a governabilidade.

A grande mudança ocorrida em 2016, foi o enorme desmoronamento ou "derretimento" do PT, que disputava com o PSDB o primeiro lugar em eleitorado a ser governado e o segundo em quantidade de prefeitos eleitos. Agora em 2016 amarga o 10º lugar em ambos os critérios, . Caiu de 638 Prefeituras conquistadas em 2012, para 256. E só irá governar 4,4% do eleitorado.


O PT não só se "desmilinguiu" no total dos Prefeitos eleitos, como se tornou um partido dos "grotões". Do total de 257 prefeitos eleitos pelo partido, 96 são de municípios pequenos e 147 de micro municípios. Ou seja, 95% dos prefeitos do PT eleitos em 2016 foram nos "grotões".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Um bom ou mau projeto? (4) - Reindustrialização

Dentro da perspectiva de que o Brasil para se tornar um país desenvolvido precisava ter uma indústria própria. Até os anos 80 a indústria fo...