quinta-feira, 1 de junho de 2017

Banqueiros nacionais: contra ou a favor de Temer?

Uma sutil movimentação pouco perceptível pela sociedade e pelos analistas, mas clara para o "mercado" ocorreu durante a semana.
Às vésperas da reunião do Banco Central, para definir a taxa básica de juros, a tal SELIC, os grandes banqueiros brasileiros se ausentaram de um jantar, em São Paulo, com o Presidente da República e o Ministro da Fazenda.
Ontem, o Banco Central manteve a redução da taxa de juros, mas mantendo a velocidade do processo. Não a acelerou, como o mercado tinha com perspectiva antes de 17 de maio. E anunciou uma desaceleração no ritmo de redução. 
Supostamente os banqueiros nacionais estavam incomodados com a velocidade da redução e deram um recado. Foram atendidos, ainda que não inteiramente no que gostariam. 
Querem ou não uma solução para a crise politica? São contra ou a favor da permanência de Temer? Quais são os seus objetivos reais?

"No creo en brujas, pero que las hay, las hay".



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem vai mandar no Estado Brasileiro?

Os favoráveis ao decreto que flexibilizou o porte e posse de armas, o defendem em função do seu conteúdo, prometido ao longo da campanha ...