quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Agenda positiva não se faz pelo retrovisor

Agenda positiva não se faz na retranca, na defesa ou voltada para o passado, buscando os supostos culpados pela crise atual. Faz-se pela perspectiva futura, que restabeleça da confiança, a esperança. 

Não com vãs promessas do Brasil que queremos, mas do Brasil do futuro que está sendo efetivamente construido. Há uma realidade, mas que a Presidente se recusa a ver por conta das suas idiossincrasias.

Ela teve uma grande oportunidade esta semana, com um ataque organizado, ficou em frente ao gol, mas chutou para fora.

Em São Luís do Maranhão, ela inaugurou oficialmente, um novo terminal de grãos, que já está funcionando desde março, com grandes navios de grãos da região do Mapitoba (ou Matopiba). Uma região de grande desenvolvimento na produção de grãos formado pelos estados do Maranhão, Piauí, Tocantins e Bahia.  Já embarcou 1,4 milhões de toneladas de soja em mais de 20 navios.

É um outro Brasil, que está dando certo, apesar de uma ampla crise internacional (essa real) que derrubou os preços das commodities. 

Em vez de alardear o que está dando certo, fazendo o Brasil conhecer esse novo Brasil, preferiu ficar nos mesmos e velhos discursos se defendendo. 

Não levou gol, mas também não fez e continuou no zero a zero.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Trabalhador não está votando em trabalhador

A partir da constatação numérica de queda da bancada sindical no Congresso Nacional, o que resultou na derrota da visão dos trabalhadores na...