sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

A estratégia oficial


O MPL quer "parar a cidade" para forçar o Governo voltar atrás no aumento das passagens de ônibus e metrô.
O Governo quer esvaziar as manifestações.
Para parar a cidade o MPL precisa da adesão da sociedade. O Governo quer evitar essa adesão.
Para conseguir a adesão da sociedade o MPL quer aparecer como vítima da repressão oficial, seja pelo impedimento do direito livre e constitucional de se manifestar, como pela violência da repressão policial, como analisamos no artigo de ontem.
O MPL quer ampliar os transtornos dentro da cidade, como demonstração do apoio popular. Com maior disseminação espera obter maior adesão.
O Governo quer limitar os transtornos a poucos lugares conhecidos para que as pessoas possam fugir desses.  
A Polícia contém, mas  não evita que ocorram atos isolados de vandalismo. Para efeito da imagem perante a sociedade é que as manifestações estão infiltradas por vândalos violentos que chamam a reação da polícia. Permite a sua presença. E os seus atos de vandalismo. Devidamente registrados e só reprimido, depois disso. 
foto de 2015

É uma guerra de imagens e de versões. 

Tendo como público alvo a sociedade. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O perfil dos novatos (3)

Além dos posicionamentos pessoais a respeito da ética no exercício da função política, os novatos deverão se posicionar em relação aos temas...