quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Conteudo local - origem

Obrigação da nacionalização da produção industrial sempre fez parte das políticas de promoção de desenvolvimento das nações menos desenvolvidas.
Ao término da segunda guerra mundial, os países vencedores se reuniram em Bretton Woods (EUA) para estabelecer as regras básicas do funcionamento financeiro e comercial da economia mundial, pós-guerra.

O objetivo final era e continua sendo o livre comércio entre os países, com redução gradativa das restrições às importações. Mas o dissenso sempre foram em torno das exceções para manter medidas protecionistas. Entre essas a dos países menos industrializados em se industrializar. Prevalecia  a ideia de que o desenvolvimento econômico estava inteiramente dependente da industrialização. E que os países menos industrializados poderiam proteger - por tempos determinados - a sua industria nascente. Poderiam, ademais, estabelecer proteções para atrair empresas a se instalarem no país, para implantarem fábricas.

Essa concepção é a origem dos mecanismos de proteção à indústria nacional, mediante sistemas de exigência de "conteúdo local", dos índices de nacionalização, das renúncias fiscais e outras medidas. Apoiadas por uns, combatidas por outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Um bom ou mau projeto nacional (3)

O Brasil não é apenas um exportador de matérias primas agrícolas. Parte já é processada, num primeiro estágio. Outros em estágios mais avanç...