quarta-feira, 9 de março de 2016

As próximas etapas

Proferidas as sentenças da cúpula da Odebrecht a Operação Lava-Jato, encerra-se a etapa - na instância do Paraná - da condenação do segmento empresarial privado do ramo da construção pesada no esquema do petrolão.


O segmento político, com foro privilegiado, foge da alçada do Juiz Sérgio Moro e correrá no STF. 

A força-tarefa de Curitiba já ingressou em nova etapa, focando o ramo do fornecimento de navios e plataformas, visando chegar ao suposto dirigente-mor do esquema. O que envolve elevada complexidade e impactos politicos.

 A raiz das investigações da Operação Lava-Jato é a lavagem de dinheiro feito por um grupo de doleiros chefiado por Alberto Yousseff. Tem como tronco os crimes de corrupção, do qual saiu o principal galho: o esquema na Petrobras.

Outros galhos, já identificados estão sendo assumidos ou atribuidos a outras jurisdição. 

Há todo um esforço para que com essa descentralização, as ações de Curitiba se atenham à Petrobras, tirando da alçada do Juiz Sérgio Moro, todos os demais esquema do "petezão".

Nenhum comentário:

Postar um comentário