sábado, 20 de fevereiro de 2016

A visão pessedebista da cidade de São Paulo

O maior desafio do Prefeito de São Paulo é governar um município partido entre a "cidade" e a periferia. 

Cidade compreende o centro expandido e arredores, bem suprida de infraestrutura, serviços públicos e privados, onde moram as famílias ou pessoas de maior renda, incluindo os de renda média, com vários problemas que requerem a participação do Município, como ente público de federação. 
A cidade é onde mora a elite, a opinião publicada, portanto, com ampla e permanente cobertura  dos seus problemas pela mídia. Mas é também onde a "periferia vem trabalhar".
A visão pessedebista, confirmada pelas manifestações dos pré-candidatos é cuidar da cidade. 

A periferia continuará sendo objeto de promessas irrealizáveis. 
O problema é que quem elege o Prefeito é a periferia e não a cidade.
 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Um bom ou mau projeto? (4) - Reindustrialização

Dentro da perspectiva de que o Brasil para se tornar um país desenvolvido precisava ter uma indústria própria. Até os anos 80 a indústria fo...