domingo, 21 de fevereiro de 2016

A visão petista da cidade de São Paulo

A visão petista ortodoxa tentada por Luiza Erundina, a primeira prefeita petista eleita em São Paulo não vingou. Já havia sido desfigurada por Marta Teresa e transformou-se numa visão neo-petista colocada em prática pelo Prefeito Fernando Haddad.


Essa visão se concentra sobre a "cidade" (dentro do conceito de cidade suprida) despriorizando a periferia. E procura moldar a cidade segundo a perspectiva das novas gerações da elite, que prioriza o medo ambiental, como a sua linha condutora. Dai as posições anti-carro, enfrentando a cultura tradicional e conservadora que ainda prioriza o automovel, como o principal modo de locomoção dentro da cidade.

O viés socialista da nova visão petista está no maior acesso e espaço para a população da periferia à cidade, contrapondo-se às posições direitistas mais radicais que querem remover os guetos de pobreza ainda dentro da cidade para a periferia.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário