quarta-feira, 6 de julho de 2016

Integração do Brasil do Norte pela Ferrovia

As analises sobre o  Brasil sempre enfatizaram as diferenças regionais, caracterizando a existência, pelo menos, de dois Brasis.

Com a expansão do agronegócio ocupando grandes áreas territoriais no centro-oeste e mais recentemente no centro-nordeste emergiu a visão do paralelo 16 com o desdobramento do Brasil: um abaixo do paralelo 16, altamente adensado e desenvolvimento e outro acima daquela linha geográfica, de ocupação rarefeita e subdesenvolvido.

A ocupação e desenvolvimento do Brasil do Norte vai ser comandado pelo agronegócio, porém o seu potencial ficará reprimido sem uma vasta infraestrutura para a região, principalmente logística.

Na logística a estratégia está em desenhar uma ampla rede logística multimodal e hierarquizada.

Para o agronegócio a principal diretriz estratégica é priorizar a saída da produção pelo norte. O que deverá ser promovida por 6 grandes eixos: 
  1. Eixo Madeira;
  2. Eixo Tapajós;
  3. Eixo Tocantins;
  4. Eixo Norte-Sul;
  5. Eixo São Francisco
  6. Eixo "Lavrado" (ou Guiana)
Não são projetos de curto prazo. Mas definem um novo rumo para o Brasil, com maior integração entre os Brasis do Norte e do Sul.



 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O perfil dos novatos (2)

Os novatos estão fascinados com o suposto poder da rede social e se concentrarão no meio virtual.  Poucos se dedicarão aos tradicionais mét...