sexta-feira, 29 de julho de 2016

O futuro decidido no presente

Os líderes do Brexit conquistaram a opinião não publicada que se opõe ao processo de globalização humana, pelo medo da invasão migratória dos "bárbaros". 

Só que as pretender restringir a livre circulação e assentamento das pessoas, restringe também a circulação de mercadorias e dinheiro. A economia inglesa já está em declínio que só se agravará nos próximos anos contribuindo para o declínio da chamada "civilização ocidental".

O risco maior dessa civilização está numa eventual eleição de Donald Trump nos EUA, baseada na reação da opinião não publicada norteamericana contra a invasão migratória. 

Uma das consequências dessa oposição à migração poderá ser a perda da liderança inovativa dos EUA  no mundo. Essa é amplamente suportada pela importação de cérebros. Sem essa importação e, mais grave, com um forte retorno desses aos seus países de origem, poderá ocorrer a decadência econômica e militar dos EUA


Também à perda de sua influência política e cultural. 

E quem assumirá os espaços?  

 

Um comentário:

  1. Eles mesmos. Não há substitutos à altura para o poder e a influência da Grã-Bretanha e dos EUA no mundo atual.

    ResponderExcluir