terça-feira, 19 de julho de 2016

Revoluções industriais e verdes (4)

As condições descritas anteriormente, apontam para uma nova oportunidade histórica para o Brasil. É novamente um momento em que o país, pela sua sociedade e seu Governo, pode estabelecer ou optar por um projeto nacional.


O mundo ainda tem muita fome. O Brasil é um dos países que pode suprir o mundo de alimentos. Poderá assumir esse papel ou recusá-lo.

A razão para assumir é, principalmente de caráter econômico, embora envolva questões humanitárias. A exploração das vantagens comparativas pode ser o motor de uma nova etapa de forte crescimento econômico e a retomada das posições de relevância no contexto mundial.

Através da dinamização da economia através do agronegócio o Brasil pode voltar a ser uma das maiores economias mundiais. Retornar ao "top five".

Mas  as razões para não assumir são várias.

Apesar da crise da indústria brasileira e do crescimento do agronegócio, dar maior relevância a este e elegê-lo como o pilar da nova fase de crescimento econômico gera a sensação de regressão e de frustração. 

Voltaríamos a ser um país agrário e não industrial. Um país dependente de commodities. E uma plena confissão de fracasso como país. 

Um comentário:

  1. Podemos nos concentrar na agricultura e nos serviços, turismo, informática. Com isso lucra, e muito, o meio-ambiente.

    ResponderExcluir