terça-feira, 14 de março de 2017

A seca não vai acabar nos Grandes Sertões e os Severinos irão rumo às cidades

As águas retiradas do Velho Chico chegarão a açudes existentes e farão a água voltar a velhos cursos d'água que ficaram secos, com as estiagens prolongadas. Os que estão perto desses serão beneficiados, mesmo sem a existência de rede de distribuição. 

Os beneficiários mais imediatos serão as populações urbanas, próximas aos açudes recompostos. Os que ficam mais distantes, nos Grandes Sertões - Veredas, continuarão mostrando as chocantes cenas de familias dependentes de carros pipa do Exército e animais morrendo ou mortos. 

Depois de tanto alarde, em 2018 ficará a frustração de muitos. A água não chegará às torneiras de muitos.

O que deverá ocorrer de fato será a migração de Severino atrás da água. Mesmo que seja para tomar banho dentro do canal.

Ficando na roça, acabará tendo que gastar toda sua bolsa família na compra da água em carro pipa. A alternativa é mudar-se para a cidade mais próxima da água, mantendo plantações, cuidando de bois e bodes, ou simplesmente para sobreviver nas favelas das cidades abastecidas de água, com o dinheiro do Bolsa-Família.

O resultado mais provável não será o fim da seca no Nordeste. Muitas áreas continuarão secas, mas sem população humana e animal. Virarão desertos.

E as pequenas cidades próximas dos açudes ficarão inchadas, com a geração de novos problemas sociais. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Um bom ou mau projeto? (4) - Reindustrialização

Dentro da perspectiva de que o Brasil para se tornar um país desenvolvido precisava ter uma indústria própria. Até os anos 80 a indústria fo...