sábado, 26 de dezembro de 2015

Av. Paulista abandonada

A Avenida Paulista sem a decoração de Natal não é apenas o reflexo e símbolo das crises econômica e política que vive o Brasil.

É o indicativo do abandono pelos paulistanos da sua segunda mais famosa avenida. Já havia abandonado a Av. São João, cuja esquina com a Av. Ipiranga foi cultuada pela música popular. 
Natal de 2014

A elite paulistana está deixando a Av. Paulista em busca de outras avenidas, igualmente ilustres: Juscelino Kubitshechk, Faria Lima, Luis Carlos Berrini e outras. 

E as deixando para as massas que interrompem o trânsito todas as semanas. Ou nos domingos.


O povo quer ocupar, com todo o direito, as áreas públicas melhores, investidas pelos Poderes Públicos para atender às demandas dos mais ricos. 

Mas a dinâmica social é perversa. A elite abandona o patrimônio. O povo ocupa, mas não conserva, não renova. 

A decadência é inexorável. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Um bom ou mau projeto? (4) - Reindustrialização

Dentro da perspectiva de que o Brasil para se tornar um país desenvolvido precisava ter uma indústria própria. Até os anos 80 a indústria fo...