Estranhezas no crime de Brumadinho (1)

As primeiras informações foram de que a barragem que se rompeu era de uma represa de rejeitos desativada, à mais de dois anos.
Se estava desativada, porque havia tanta gente no entorno, porque tantas máquinas?
São indícios que a área estava sendo reativada. Provavelmente as obra no local promoveram ou contribuíram para a ruptura.
Mas por que a Vale estava reativando o local e obteve, às pressas, autorização do Governo Estadual para tal?
Duas hipóteses podem ser consideradas: a primeira, não contável, foi o interesse do Governo que saía, ou dos que autorizaram, também em final de mandato, em ter os interesses da liberação. A segunda, contável, é o interesse do Governo de Minas Gerais em reativar a sua economia, através de investimentos da Vale em Minas Gerais. 

(cont)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem vai mandar no Estado Brasileiro?

Os favoráveis ao decreto que flexibilizou o porte e posse de armas, o defendem em função do seu conteúdo, prometido ao longo da campanha ...