Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2014

O legado da pré-Copa

A Copa no Brasil se desdobra em 3 Copas conjugadas, porém com responsabilidades distintas.

A pré-Copa ou a Copa do Governo Brasileiro, que para a mídia já se encerrou no domingo passado, dia 25 de maio de 2014; a Copa da FIFA, que agora emergiu ao assumir os estádios, os seus entornos e os Centros de Treinamento, gerando um território próprio, assemelhado às embaixadas que são áreas estrangeiras enclavados dentro do território brasileiro; e a Copa da Seleção, de inteira responsabilidade da CBF, com a equipe de futebol comandada por Felipão.

A FIFA teve que assumir os estádios "no estado", ou seja, como estavam, semi-prontos, e tem que cuidar da sua complementação, com seus recursos para deixá-los inteiramente prontos. Não para abrigar os jogos, os jogadores e o público geral. Mas para receber os seus convidados, os chefes de Estado dos países participantes do torneio, os convidados dos seus patrocinadores, enfim o que ela, a FIFA, caracteriza como VVIPs ("very very import…

Inflação, carestia e perda de poder aquisitivo

Inflação é um termo técnico inventado pelos economistas significando um acréscimo agregado dos preços em toda a economia. Para a sua mensuração foram criados diversos índices, alguns oficiais e outros calculados por instituições privadas.
Para os consumidores e trabalhadores, no entanto, isso só tem significado pelo impacto na sua vida cotidiana. Para o consumidor o que existe é carestia, ou seja, uma elevação nos preços do que compra rotineiramente. Tem um elemento real que é o seu gasto com as suas compras e um elemento subjetivo que é a importância relativa que ele dá aos seus diversos itens de compra. 

Para os trabalhadores a inflação se manifesta como perda do poder aquisitivo, que é a contrapartida da carestia e que na sua perspectiva precisa ser reposto, Os movimentos grevistas tem como fundamento a reposição do poder aquisitivo e ainda incorporar ganhos reais.

Há aqui também um elemento subjetivo. Com a estabilização da moeda e baixos índices de inflação, os trabalhadores se acos…

A Copa da Vergonha

O Brasil já está vivendo a "Copa da Vergonha", demonstrando ao mundo a sua incompetência na preparação das condições de suporte para receber grandes eventos internacionais, apesar dos bilionários gastos.

A Copa será realizada com grande sucesso, como um grande evento esportivo e o "maior espetáculo do mundo", mas isso não irá encobrir as mazelas da sua preparação, assim como a ocorrência de problemas fora dos estadios.

A "Copa das Copas" será o evento esportivo organizado e realizado pela FIFA. A Copa de responsabilidade do Brasil será a "Copa da Vergonha". 

A confusão entre as três dimensões da Copa, cometida desde o início faz com que persista um ambiente desfavorável à Copa, apesar da FIFA já ter assumido os estádios e a seleção brasileira de futebol estar dominando o noticiário sobre o grande evento.

Por que o Brasil não conseguiu fazer a sua lição de casa?

Em primeiro lugar por ter se proposto a fazer mais do que o necessário, seja nos estádios,…

A derrota do Brasil no primeiro tempo

A Copa do Mundo da FIFA, no Brasil compreende três dimensões básicas:

a organização da competição esportiva e sua realização, atribuição específica da FIFA;a preparação da infraestrutura para receber a competição, uma responsabilidade do país hospedeiro, mediante os seus governos, nos três niveis federativos;a preparação e a participação do time de futebol, que representará o Brasil na competição, responsabilidade específica da CBF.Quando a competição é realizada fora do Brasil, o país só tem que preocupar com a terceira dimensão. Só precisa acompanhar a sua organização para saber quando e onde irá jogar, responsabilidade essa da sua entidade gestora do futebol brasileiro, a CBF. O Governo não tem qualquer participação a menos também de torcer e de apoiar na solução da qualquer obstáculo anormal com os membros da seleção brasileira.
Sendo a Copa no Brasil o Governo tem responsabilidade específica com a preparação da infraestrutura.
Até a apresentação dos jogadores e início dos treinament…

Quando e por que a sociedade se voltou contra a Copa

A sociedade brasileira ficou feliz e até eufórica com a escolha do Brasil como sede da Copa 2014, no final de 2007.

Em junho de 2013 explodiu uma reação popular levando milhares às ruas contra a Copa. Embora o estopim das manifestações tenha sido o aumento das tarifas do transporte coletivo o que ganhou proeminência e permaneceu como foco das manifestações subsequentes foi a Copa do Mundo.

O que levou o país do futebol a se virar contra a Copa? Ainda que os protestos não sejam contra a Copa, em si, mas aos gastos do país com a sua preparação, foi gerado um ambiente desfavorável à Copa.

No "país do futebol" a sociedade virou-se contra a competição máxima desse esporte.

Já nos referimos à sensação da sociedade sentir-se traída, acreditando nas fantasias criadas por Lula e perceber, ao longo do processo e do tempo, uma realidade inversa da prometida.

A Copa vai ser um sucesso, por conta da organização da FIFA, altamente profissional. A sua realização vai mobilizar grande parte da po…

O maior espetáculo da terra

Daqui a duas semanas começa da Copa do Mundo da FIFA, isto é, a Copa do Mundo de Futebol, o "maior espetáculo da terra". Serão 64 shows, alguns realmente espetaculares e  bons outros nem tanto, em 12 cidades brasileiras, mostrando os melhores e muitos dos mais caros esportistas mundiais.

Para vê-los presencialmente, em campo, é preciso desembolsar muito dinheiro, sendo um privilégio de elite. O futebol espetáculo, para ser visto ao vivo é só para os ricos. Os pobres não tem condições de acompanhar, a menos quando recebem migalhas, para completar a lotação do estádio local dos jogos, com baixa demanda.

Os "pobres mortais" acompanharão os jogos pela televisão, mesmo estando nas cidades-sede dos jogos equiparando-se aos bilhões que acompanharão, em todo o mundo, os jogos pela "telinha" (atualmente não mais tão telinha).

Mas os contribuintes moradores das cidades-sede, assim como todos os demais brasileiros darão seu quinhão, mesmo que não saibam, para preparar …

Vai ter segundo turno?

A enquete eleitoral feita pelo IBOPE, logo após o programa de TV do PT, mostra uma repercussão favorável de parte do eleitorado à estratégia do "medo" adotada pelo PT. 
Dilma não só parou de perder, como acrescentou 3 pontos percentuais em relação à pesquisa anterior.

Alcançando 40% do total de votos, venceria ainda no primeiro turno. Se viesse a ocorrer um segundo turno, ainda seria reeleita com 42% da totalidade dos votos, mas acima de 50% dos votos válidos.

É um bom resultado, porém não o suficiente para tranquilizá-la. Por vários motivos:

O ganho dela é pela migração de votos brancos ou nulos, ou seja dos votos inválidos;Os votos válidos no conjunto cresceram mais pelos ganhos dos seus principais adversários, que agregaram, na soma dos dois, mais 11 pontos, O nanicos perderam 1 ponto. Com esse crescimento dos votos válidos, Dilma passou de 58,7% dos votos válidos em abril para 52,6%, uma queda de 6,1%;Mantendo os seus 40 pontos, se o crescimento dos votos válidos for até 4 p…

"Nóis vai" invadir o Itaquerão!!!

O único movimento social capaz de levar milhares de pessoas às ruas para reivindicar e aproveitar para protestar contra a Copa, ou aos seus gastos, é o movimento dos sem teto. Por que os seus adeptos tem uma situação concreta a resolver, e são milhares em diversos acampamentos na cidade de São Paulo.
Eles não são sem teto, mas com teto expulsos dos seus. Em decorrência dos aumentos dos alugueis promovidos pela valorização imobiliária. Particularmente em Itaquera nas proximidades do Itaquerão, onde os proprietários de imóveis aproveitando a euforia da Copa e as supostas perspectivas de uma elevada demanda imobiliária, subiram absurdamente os valores dos aluguéis.

É fácil e simples para as lideranças arregimentar e mobilizar os seus adeptos para irem às ruas. Não dependem da internet ou outros meios formais de convocação. É feito boca a boca dentro de um acampamento e pelo telefone celular para os demais. Quando o local de concentração e da passeata é longe do acampamento, usam o transpor…

As incógnitas das manifestações de rua

Vai ter Copa? Vai.
Vão ocorrer manifestações de rua? Vão.
Vão parar a Copa? Não.
Vão perturbar a cidade de São Paulo? Vão.

A FIFA já é "dona" das "arenas multiuso" construídas ou reformadas para a Copa. Ela procura fazer os testes para que tudo dê certo, dentro dos estádios e no seu entorno imediato. Ela assume também o controle absoluto desse entorno, na chamada Zona de Exclusão, num período antes, durante e após os jogos. Na prática, o Brasil abdicou da sua soberania por um tempo em região específica, criando um Regime de Exceção. Como se a arena fosse o polo de uma guerra. Quem são os inimigos?

Essa exceção, ainda que explicável por razões de segurança, transparece diante da sociedade como um regime excepcional de proteção aos interesses econômicos dos seus patrocinadores o que significa, em última instância, a proteção aos bilionários lucros daquela entidade internacional, "dona" do futebol mundial. Um dos melhores negócios do mundo.


Esse é um dos motivos d…

Tentando explicar ou confundir mais

Há um novo processo de confronto social que a sociedade vê, é prejudicada, mas não consegue entender. A dificuldade é ampliada pelas autoridades que se recusam a mostrar para a população o que realmente está por trás de todo esse processo.

O novo processo sindical emergiu na greve dos garis, no Rio de Janeiro, quando o sindicato dos trabalhadores da categoria fez um acordo, mas os dissidentes promoveram uma greve que causou grandes transtornos. É um processo que afeta os serviços públicos.

A greve dos dissidentes tem um fundamento que é a conquista ou reconquista do poder no sindicato, por meio da próxima eleição, ou mesmo de "golpe" para destituir a direção atual.

Estrategicamente o objetivo é mostrar para a base que a direção atual é "pelega" se "acerta" com os patrões em vez de defender os legítimos interesses da classe. Fazem uma greve, não reconhecida oficialmente, e acabam conseguindo resultados melhores para os trabalhadores do que os obtidos pelo sin…

Estouro antecipado das "bombas" da Copa

Uma das principais bombas já conhecidas, mas com estouro previsto para só após a realização da Copa, já foi detonada pela Polícia Federal, contrariando os interesses do Governo Federal.

Há uma desconfiança generalizada da população, o que alimenta os seus protestos de rua, que as obras para a Copa foram superfaturadas e deu margem à corrupção e utilização dos recursos não contabilizados para financiar campanhas eleitorais e para enriquecimento ilícito de autoridades. Porém as apurações e eventuais prisões são eram esperadas para depois da Copa.

Em mais uma ação midiática, prendeu o Governador do Mato Grosso, por um crime menor (porte de arma sem registro), aliado do Senador Blairo Maggi, importante membro da base aliada de Dilma.

O alvo principal era o  ex-secretário da Fazenda da Copa e também chefe da Casa Civil, Eder de Moraes que conduziu as principais contratações do Estado para a Copa: a Arena Pantanal e o VLT de Cuiabá.

As autoridades estaduais mato-grossenses atuaram com total des…

Legado da Copa - o futebol brasileiro

Só uma pequena parte do futebol brasileiro é conhecida pela opinião publicada, porque tem ampla e permanente cobertura pela mídia: o futebol da elite que envolve cerca de 100 clubes profissionais que disputam as série A a D do Campeonato Brasileiro e os Campeonatos Estaduais e Regionais. Os que estão na série A e B tem cobertura nacional. Os demais apenas uma cobertura estadual, com raras aparições nacionais.

Todo o restante só é conhecido pelos praticantes, seus dirigentes e poucas testemunhas. São os adeptos e os torcedores que só aumentam quando enfrentam concorrentes tradicionais.

Clubes de cidades que tem dois times tende a ter mais torcedores do que daqueles com um único time importante.

Enquanto o time é amador, com os jogadores praticando o esporte por diversão e os custos são relativamente baixos e a sustentação econômica provém dos próprios jogadores ou de algum pequeno patrocinador.

Quando o time se torna profissional é preciso pagar os jogadores, os custos aumentam e é preciso…

A nova classe média está com medo?

A campanha do PT, focou uma mensagem direta a um público específico que muito incomodou a opinião publicada.
O foco foi a dita "nova classe média" uma enorme população que melhorou de condições econômicas e teria tido uma ascensão social e que estaria preocupada em voltar à condição de pobreza da qual teriam saido, ao longo dos 12 anos dos Governos petistas.

O fato é real, ainda que com muitas controvérsias sobre o volume total, a sua caracterização e os promotores dessa sua ascensão.

Os tucanos reivindicam para si a origem do processo, mediante a estabilização da moeda, com o plano real. 

Os petistas creditam toda a melhoria aos seus programas sociais, principalmente o mais simbólico: o bolsa família.

O bolsa família, efetivamente, tirou milhões de brasileiros da miséria e os elevou a condições de pobres. O pequeno valor unitário da bolsa não permite que os seus beneficiários ascendam a camadas superiores, até porque eles não podem ter outra fonte de renda. Muitos preferem ficar…