Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2014

Vai ter Copa?

Que vai ter já é uma convicção quase que absoluta. São pouquíssimos os que ainda saem às ruas em atos com o slogam "não vai ter Copa". 

Sobre como estarão as cidades-sede durante a Copa é analisada num livreto que está à disposição no sítio da Amazon, para leitura pelo Kindle, a um custo simbólico: "deis real" (sic).

O endereço para acesso é o indicado abaixo, mas se tiver alguma dificuldade pode buscar no site da Amazon pela palavra chave jorge+hori


http://www.amazon.com.br/Vai-ter-Copa-Jorge-Hori-ebook/dp/B00K0UQMB6/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1398814244&sr=8-1&keywords=jorge+hori

O livreto reune os diversos comentários aqui colocados, mas o tema continuará sendo atualizado aqui.

Ontem, em São Paulo, foram apenas 200 e na Zona Leste remediada. 
Houve confusão, com depredações, no centro da cidade, mas promovida pelos movimentos dos trabalhadores sem teto, que presssionam os vereadores para a aprovação do projeto de lei de revisão do plano diretor de forma a dest…

Adensar ou inverter o fluxo?

A Zona Leste do Municipio de São Paulo concentra uma grande população de baixa renda, um grande contingente de trabalhadores que se deslocam de onde moram  para a área central da cidade de São Paulo, onde encontram melhores oportunidades de emprego.

A visão dos planejadores municipais é levar o trabalho para a região, reduzindo o fluxo periferia-centro.

Mas deve ser considerada outra visão: a de inverter o fluxo, gerando novos polos mais à leste de São Paulo, mas à oeste da bacia do Paraíba do Sul. 

O desenvolvimento territorial depende - atualmente e nos próximos anos - do recurso mais escasso e de dificuldade de transferência que é a água. Tecnicamente é possivel fazer as transposições da água de uma bacia a outra, porém os custos são elevados e há grande resistência dos moradores das bacias exportadoras para as importadoras. Ninguém quer ceder a sua água. 

Já a energia elétrica, telecomunicações e outros serviços públicos podem ser exportados e importados, tendo o Brasil um sistema int…

Migrações populacionais

Um dos principais impactos da crise mundial da água será a migração populacional. Gradualmente as pessoas irão fugir das áreas com escassez de água ou sujeitas a restrições de uso, seja de rodízios de interrupção de fornecimento ou de racionamentos. Buscarão áreas com maior disponibilidade e seguridade hídrica  na escolha da sua moradia.

Os industriais, mais do que os moradores considerarão a disponibilidade de água como o fator mais restritivo para a localização da sua unidade produtiva.

Atualmente as localidades com disponibilidade de energia elétrica e de acesso logístico são maiores do que as com disponibilidade farta de água. A disponibilidade de eletricidade tende também a escassear, mas mais lentamente do que a disponibilidade de água doce. Por que contam com outras alternativas em relação à geração hidroelétrica.

A engenharia busca a solução mediante empreendimentos de transposição da água de uma bacia a outra. A tendência será de um sistema nacional  amplamente interligado de ba…

Dil Mais do Mesmo

O povo quer mudanças. Está cansado com tudo que está ai. Mas muitos acreditam que Dilma é a pessoa que teria melhores condições de mudar. 
Provavelmente esse será o lema da campanha dela: "Mudar com Dilma" ou "Dilma para mudar".
O lema de contestação das oposições poderia ser "Dilma: mais do mesmo", ou simplificando com uma simplificação "Dil Mais do Mesmo".  
Dilma, com a sua personalidade forte, temperamento explosivo e plena de convicções mudará o seu estilo? Mudará a forma de conduzir o Governo? E, principalmente, mudará as suas prioridades e programas governamentais?

Dificilmente. Continuará sendo autoritária, centralizadora, gerenciando na base da bronca, intimidando os subordinados que preferem não fazer do que fazer o que ela não aceita. Eles se preparam mais para se explicar do que agir. Esse tem sido o resultado efetivo do seu modo de gerenciar.

Quanto ao Brasil ela dificilmente arredará pé do objetivo de tornar este país, menos desigual, c…

O povo contra a Copa da FIFA ou "A Copa não é nossa!"

Quando Lula confirmou - ainda em 2007 - a realização da Copa do Mundo de Futebol, no Brasil em 2014, uma grande parte da população brasileira foi tomada por uma euforia, vislumbrando uma redenção nacional, através do futebol.
Lula, com a sua esperteza, insuflou esse ambiente de euforia, prometendo realizar a melhor Copa de todos os tempos e sem recursos públicos. O Governo cuidaria apenas da infraestrutura pública, com os estádios e a organização do evento inteiramente com recursos privados: "não vou colocar um tostão, nos estádios". O povo acreditou. Uma grande parte interpretou que esse dinheiro privado seria da FIFA e dos seus patrocinadores. Vã ilusão ou esperança.

Ao longo do processo o povo foi percebendo que não seria nada daquilo que eles imaginaram e foram se sentindo traídos. 

Primeiro, a Copa não é o Brasil. É da FIFA e será realizada no Brasil. O Brasil será apenas hospedeiro, que gastará em toda a preparação, para usufruto da FIFA.  E ela, gananciosa, foi exigindo …

O que Valcke foi fazer em Fortaleza?

Foi dar mais um pito no Brasil.
Ele veio mais uma vez ao Brasil para inspecionar o andamento dos preparativos para a sua Copa de 2014, e viu o que já esperava ver: os estádios privados semi prontos. Vai receber em maio, inacabados. Suficientes para os jogos, para o público, mas não para ela, a FIFA. As estruturas temporárias serão parciais. Uma parte será feita, outra não. 
Não será o padrão FIFA, mas o padrão Brasil, também conhecido como jeitinho brasileiro. A esta altura ele já se conformou.
Agora está em nova batalha: as fan-fest. Dai ter ido à Fortaleza, onde os preparativos estariam mais avançados. A idéia e o efeito de demonstração: vejam como Fortaleza está adiantada na preparação!

Mais uma vez enfatizou as vitrines que lhe foram mostradas. Esconderam a vidraça, que está logo atrás do Hotel da Beira Mar, flagrada por Rodrigo Prada a quem devo as demais fotos.

Aproveitou para dar um recado ao Brasil e às demais cidades: se não fizerem a fan-fest estarão sujeitas a multas que custarã…

Valcke e o rapa

Já contaram para o Valcke o que vem a ser "rápa". É bom, ele que é tão cioso com os seus partrocinadores entender o que é e como funciona.
É preciso ensinar a ele também o que é semi-. Ou "tipo".
Os estádios vão ser entregues à FIFA, em meados de maio semi-prontos. É a mesma coisa que tudo pronto, com pequeníssimas diferenças.
Mas dá para ter jogo e receber o público. Que pode passar sede e fome, com as lanchonetes funcionando mal, mas isso é detalhe. Usar o telefone celular, para tirar e mandar fotos instantâneas, nem pensar.
Vai ser tudo "tipo padrão FIFA". Principalmente os banheiros.

A preocupação maior da FIFA agora são as "fan-fest". Ela quer saber se as autoridades vão garantir a exclusão dos não credenciados nas proximidades. Ninguém, que não seja autorizado pela FIFA e page os direitos, poderá comercializar qualquer produto. 
As autoridades vão garantir que já baixaram a regulamentação e prometem "rigorosa" fiscalização. Vai organi…

Dilma perde na opinião publicada

Durante a entre-safra eleitoral o domínio é da opinião publicada que toma conta do noticiário e faz parecer que ela é também a opinião pública toda. Somente as pesquisas de opinião trazem a tona a opinião não publicada, sempre sob suspeita de que ela está sendo manipulada.

As pesquisas de opinião, supostamente, refletem com a precisão estatística possível o estado da opinião pública. Neste, Dilma ganharia no primeiro turno, por conta do grande número de votos inválidos, somando os nulos com os em branco. 

O Data Folha fez uma tabulação considerando apenas aqueles que conhecer os candidatos. Os que conhecem os candidatos são preponderantemente da opinião publicada, somando-se uma parte da não publicada, em função da lembrança das eleições anteriores, que mesmo não acompanhando o noticiário conhecem a atual Presidente.

O resultado mostrado é oposto da pesquisa ampla. Haveria um empate no primeiro turno e num suposto segundo turno Dilma perderia para Aécio.

Dentro da opinião publicada Dilma …

Macrometropole estendida

A cidade de São Paulo teve uma expansão acelerada nos anos cinquenta, por uma conjugação de fatores, entre esses a disponibilidade de água e de energia hidroelétrica, concentrando população e renda. 
A sua expansão territorial, de forma horizontalizada acabou envolvendo outros municipios, conurbando-os inicialmente numa região metropolitana. A continuidade da expansão forma a macro-metrópole paulista, que se estende em todas as direções.
Ao leste se conurba com cidades já do Estado do Rio de Janeiro. A região metropolitana do Paraiba do Sul, diferentemente das demais do Estado de São Paulo, é interestadual, envolvendo toda a bacia do Alto Paraiba, que chega até ..


O que os turistas norte-americanos virão fazer no Brasil durante a Copa?

Os norte-americanos serão o maior contingente de turistas estrangeiros vindo para a Copa. Até a penúltima informação da FIFA, com cerca de 2,5 milhões de ingressos vendidos, 154 mil eram de residentes nos EUA. Nessa última leva já teriam sido comercializados 126 mil, mas a FIFA não divulgou os países dos compradores. Considerando percentuais semelhantes às etapas anteriores, pode-se estimar em torno de 160 mil os ingressos adquiridos pelos norte-americanos. Pela média de jogos a serem acompanhados, a quantidade total de turistas estaria entre 40 a 60 mil. 

Surpresa, sim. Mas não tanto.

Os EUA são vistos como um país do beisebol ou do futebol americano, como jogos de campo dominando o interesse dos aficionados por esporte. O basquetebol seria o mais popular. O futebol que aqui conhecemos, denominado de soccer ainda seria um esporte menor. E o soccer feminino teria maior popularidade do que o masculino. A seleção feminina norte-americana já conquistou diversos títulos mundiais e seria o e…

What will American tourists do in Brazil during the World Cup?

The Americans will be the largest group of foreign tourists coming to the World Cup. According to the second to last information from FIFA, 2.5 million tickets had been sold of which 154 thousand were for U.S. residents. In the last batch over 126,000 tickets had been sold but FIFA did not disclose buyer’s countries.
Considering similar percentages in the previous ticket sales steps, it can be estimated at around 160,000 tickets purchased by Americans. By the average of the games to be accompanied, the total number of tourists would range between 40 to 60 thousand, each of these attending 3 to 4 games.
A surprise yes, but not that much.
The U.S. is seen as a country of baseball or football games dominating the field of interest of sport fans. Basketball would be the most popular sport. The football, which is played in Brazil and the most popular sport in the world, is called soccer in the USA. There it is still a minor sport, with poor coverage by the sports media. 
Research indicate tha…

As facções criminosas durante a Copa

O maior risco nas questões de segurança pública durante a Copa está nas eventuais ou prováveis ações das facções do crime organizado.
A facção mais importante é o PCC (Primeiro Comando da Capital) que além de dominar o crime organizado em São Paulo influencia outras facções pelo Brasil, com exceção do Rio de Janeiro. 
Nesse o conjunto das facções é mais relevante que o PCC, porém as diversas facções estão em conflito por disputas de espaços e poder dentro das comunidades/ favelas e enfrentam ainda a concorrência das milícias privadas.
Dificilmente terão uma ação organizada em conjunto durante a Copa, mas a sua atuação esparsa poderá criar perturbações, principalmente em alguns locais e rotas pelas quais irão circular os turistas e as delegações.
Apesar do grande esforço e sucesso inicial, o fato real é que o Governo Estadual não conseguiu assumir o controle efetivo das comunidades, expulsando o tráfico e seus agentes. E passou a enfrentar a reação do tráfico, com o assassinato de policiai…

Um plano de voo para o Aerodilma

O avião de Dilma vem perdendo altura, num ambiente de turbulências e com um céu mais instável pela frente.
Não está em queda livre, como gostariam os seus opositores, mas ela precisa estabilizar a sua aeronave e tentar arremeter para reconquistar a altura, para um voo mais tranquilo e seguro.
Tem que buscar, urgentemente, um novo plano de voo, com apoio do seu mentor e do seu oráculo. O que eles tem sugerido não tem impedido a continuidade da queda: lenta, mas persistente. O principal palpite deles é que ela deve aparecer, se mostrar. E sugerem comportamentos que fazem com que a mídia repique a sua presença, mantendo elevada a sua visibilidade perante a sociedade.

O que não lhe tem faltando é visibilidade na mídia. Está inaugurando tudo o que pode, e aproveita a oportunidade para provocar ou revidar. Não tem deixado passar nada "bateu, levou". A mídia adora e ela tem uma aparição maior que seu adversário que bateu. Ela é a lutadora principal. O oponente é sempre tratado como um…

Uma grande mudança

A corrupção no setor público não vai acabar, mas seguramente está sofrendo um grande baque, com o caso André Vargas.
O mais importante não é o que ele fez, o que ele tentou explicar e a sua licença temporária. Vai ter que renunciar antes de ser cassado e  se retirar da vida pública. Esse será a sua maior punição. Conviver na sociedade como um "cão leproso", rejeitado por todos: principalmente pelos ex-amigos e pelos ex-companheiros.
Ser preso seria até um alívio, mas a sua alternativa é se refugiar num mosteiro isolado.

O mais importante é o seu lamento de ter e sentir-se abandonado.  Principalmente pelo líder maior: o Lula. Não há solidariedade com os caídos. 

As suas lástimas confirmam um novo paradigma, que já existe nos países desenvolvidos e que contém a corrupção. 

O corrupto não pode ser pego. Se for pego está frito. 

Ele ainda resiste, mas terá que acabar renunciando. Por pressão dos companheiros. E instado a apagar fotos, como essa logo acima. 

Moradia e trabalho no mesmo imóvel

"Apertado" ontem na entrevista no programa Urban View sobre a solução para aproximar a moradia do trabalho e vice-versa, reemergiu uma velha ideia, sepultada na memória, da casa-trabalho. À mais de quarenta anos,  propus a ideia, cheguei a participar de algumas tentativas de implantação, mas acabou sendo inviabilizada pelas restrições da legislação do trabalho. Diversamente de outras idéias que abandonei e outros as desenvolveram e colocaram em prática, essa - infelizmente - não prosperou.

Vou aproveitar para registrar aqui a idéia, antes que ela seja soterrada novamente. 

O foco da ideia é que as pessoas de baixa renda, trabalhem e gerem renda na sua própria moradia. A partir dessa idéia os projetos habitacionais da então casa popular, hoje, habitação de interesse social, ou faixa 1 do MCMV não se destinasse exclusivamente à moradia, mas fosse projetada como casa-trabalho: a casa da doceira, a casa da costureira, a casa do marceneiro, a casa do lojista, etc. etc.

A casa da doc…

Mistérios na perspectivas dos turistas durante a Copa

Quantos turistas estrangeiros virão ao Brasil para acompanhar jogos da Copa? Quantos virão em pacotes das agências? Quantos virão avulsos?

A FIFA já teria comercializado cerca de 2,4 milhões de ingressos e acabou de comercializar o último lote, antes das eventuais devoluções. Sem sorteio. Mas - na sua maior parte - dos jogos menos procurados, pois abertura, final e jogos das principais seleções já estavam esgotados. O pouco que restava dos jogos em São Paulo e Rio de Janeiro foram vendidos. O que ainda sobra são em cidades como jogos de menor importância. Fortaleza é um caso excepcional. Não há lugares para os jogos do Brasil, mas sobram para jogos menores.


A previsão dos 600 mil turistas estrangeiros seria superado, mas há dados inconsistentes.

A Match que ficou com o direito exclusivo de comercializar os pacotes com a hospedagem já devolveu uma parte das reservas e irá devolver  uma quota maior ainda em abril. Não comercializou tudo o que reservou. Como essa comercialização ocorreu - e…