terça-feira, 1 de maio de 2018

Cadeia Produtiva da Agricultura Familiar

A produção agropecuária, tanto a familiar como a empresarial/patronal, tem três destinações básicas: exportações, indústria e consumo "in natura" ou "semi-beneficiado".

O comprador industrial é o que beneficia ou transforma dos alimentos, segundo três categorias principais:
  • os beneficiados para exportação;
  • os beneficiados para integrar cadeias produtivas com fases nacionais, mesmo que os produtos subsequentes sejam exportados.
  • os transformados em produtos alimentícios industrializados, na maior parte para o consumo nacional.

A destinação ao mercado interno, "in natura", ou beneficiado, sem alteração da natureza do produto (lavagem, separação/ classificação, embalamento, podendo ser considerada a seguinte divisão:

  • mercado local ou regional, onde o produtor leva e vende diretamente o seu produto em um mercado aberto (feira ou mercado)
  • mercado atacadista, onde um intermediário compra o produto agrícola do produtor e o transporta para revenda em Centrais de Abastecimento, supermercados e outras lojas urbanas de comercialização de produtos agrícolas "in natura".
  • mercado final, em que o comprador é uma rede de supermercado ou lojas, que negociam diretamente com o produtor.

Vários produtos agrícolas e derivados da pecuária, estão deixando se serem vendidos a granel, sem beneficiamento, para serem praticamente industrializados, por grandes empresas, mediante seleção, lavagem ou similar, e embalamento, como vem ocorrendo com o arroz, feijão, leite e outros. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A vontade do Soberano submetida ao Senado Federal

O anúncio pelo Presidente Bolsonaro da indicação do filho Eduardo para a embaixada do Brasil nos EUA, decorre do voluntarismo do soberano, o...