quinta-feira, 8 de março de 2018

Brasil Tem Norte (5)

A proposição "Brasil, alimentador do mundo" pressupõe que Brasil seja uma entidade, com capacidade de decisão. Mas país é figura retórica que abrange a totalidade dos seus recursos e as decisões de diversos protagonistas no seu ou sob o seu território, que geram os produtos coletivos que para efeito estatístico definem os resultados do país.

É comum se confundir o país com o Estado. A interferência estatal, além da regulação, se resume ao crédito rural. Não tem nenhuma produção direta ou associada, a menos daquela para pesquisa.

A produção agropecuária é dominada por fazendeiros e empresas rurais privadas e nacionais. A participação de empresas multinacionais é pequena, por conta das restrições à propriedade de terras agrícolas a estrangeiros. Algumas atuam como arrendatárias. 

Já na fase subsequente, isto é, a comercialização, há uma grande participação de empresas multinacionais.

A cadeia produtiva da soja, o principal produto da agropecuária de exportação, é relativamente curta, porque a maior parte vai integrar outras cadeias produtivas.

A soja é transformada em gordura, utilizada como ingrediente de uma grande diversidade de alimentos. 

Um dos mais importantes é de derivados de trigo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A vontade do Soberano submetida ao Senado Federal

O anúncio pelo Presidente Bolsonaro da indicação do filho Eduardo para a embaixada do Brasil nos EUA, decorre do voluntarismo do soberano, o...