domingo, 8 de dezembro de 2019

Ressureição

A convenção nacional do PSDB trouxe uma ressurreição. Não do partido que ainda não morreu, mas continua em estado vegetativo.
Quem estava ou parecia estar morto é o deputado federal Aécio Neves. Alguém sabia? 
Deixando de disputar a reeleição para o Senado Federal, em 2018, candidatando-se a deputado federal foi eleito engrossando a estatística da renovação. Em 2018, segundo os indicadores do DIAP, amplamente usado e tomado como demonstração de ampla renovação no Congresso Nacional Aécio Neves foi duplamente renovador.
Não sendo reeleito para o Senado, abriu um espaço para um novo. Eleito para a Câmara dos Deputados, sem ser uma reeleição direta, fez parte da estatística dos novos.
Eleito, sumiu das manchetes e mesmo do noticiário interno. Não está na Presidência ou relatoria de qualquer comissão ou projeto importante. Ficou escondido no meio do baixo clero, articulando a formação de uma bancada "sua". Com ela conseguiu eleger o líder da bancada para 2019 e quer repetir a dose. Opondo-se a João Dória, que o quer expulsar do partido, a todo custo.
O  jogo está empatado, mas a novidade é a ressurreição política de Aécio Neves. Deve estar se preparando para disputar um cargo maior em 2022. Provavelmente o Governo do Estado de Minas Gerais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estratégias para o saneamento

O deficit de saneamento é um dos maiores problemas do Brasil, requerendo muito dinheiro, investimentos, inovação tecnológica e eficiência na...