sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Encantamento, cultura e geração y

José Galló, o mais bem sucedido administrador profissional brasileiro,  terá pela frente um dos poucos desafios que ele ainda está recusando a aceitar, conforme está no seu brilhante livro "o poder do encantamento".

Fez toda a sua carreira baseada na formação e consolidação de uma cultura empresarial, tendo como principal valor o encantamento das clientes. 

O  seu ciclo de 2012 a 2019, de sucessivo crescimento da Rede Lojas Renner, enfrentando as turbulências da crise de 2014-2017, e prevê um futuro com grandes mudanças tecnológicas, anunciadas pela Revolução 4.0.

A introdução dessas tecnologias dentro da cultura Renner, provavelmente será o seu desafio menor. 

Os dois desafios maiores estarão na área de recursos humanos ou gestão de pessoas, com a eventual desumanização promovida pela tecnologia e a contradição da sua cultura consolidada com a cultura da geração y, onde estão os novos talentos.

Os jovens mais talentosos em todas as áreas, mas principalmente nas áreas de gestão empresarial, não querem mais fazer carreira profissional perene num mesma empresa. O seu projeto pessoal é uma trajetória de aprendizado passando por diversas empresas e estar preparado para a gestão superior em qualquer empresa, de qualquer setor, e por tempo limitado. Os seus contratos de trabalho, para a gestão empresarial são por prazo certo e finito.  O oposto da visão de Galló.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A vontade do Soberano submetida ao Senado Federal

O anúncio pelo Presidente Bolsonaro da indicação do filho Eduardo para a embaixada do Brasil nos EUA, decorre do voluntarismo do soberano, o...