terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Corrupção no imaginário popular

A corrupção é um elemento imaterial, mas é percebida pela mala de dinheiro, com as suas variantes. O dinheiro de alguma transação escusa pode estar numa sacola de loja de shopping center, ou numa mochila. Mas o que o imaginário popular absorve ou adota como imagem da corrupção é uma mala cheia de dinheiro. 
A prisão de Marcelo Odebrecht o "principe dos empreiteiros" foi simbólica para a opinião publicada, mas pouco significativa para a não publicada. Ele tem a imagem de um jovem careca, típico de classe média sem qualquer atributo imaginário. Não tem cara de bandido. 
Já no caso da JBF apareceu uma mala. E uma "corridinha". Tudo filmado.
E depois as malas do Geddel. As quais, segundo a Polícia Federal, reunia mais de 50 milhões de reais.
Materialização da corrupção. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A vontade do Soberano submetida ao Senado Federal

O anúncio pelo Presidente Bolsonaro da indicação do filho Eduardo para a embaixada do Brasil nos EUA, decorre do voluntarismo do soberano, o...