terça-feira, 7 de julho de 2015

Estratégias partidárias dissimuladas

Tanto PMDB como PSDB tem objetivos e problemas comuns. Mas estratégias diferenciadas.
Ambos querem a saida precoce da Presidente e ambos tem receios de campanha com esse objetivo com o receito de serem acusados de golpismo e enfraquecer a legitimidade da sucessão.

O PSDB teria a oportunidade de assumir a Presidência, com a cassação dos diplomas de eleição da Presidente e do seu Vice, em 2014. Mas não a quer. Pelo menos expressamente, embora continue desejando no seu íntimo, defendendo a solução de nova eleição direta.

O PMDB quer o impeachment ou renuncia da Presidente, o que levaria automaticamente à posse do Vice-Presidente. Mas para não ser tachado de golpista, não defende expressamente a solução.

Querem uma coisa mas dirão que não. A fase será de alta dissimulação.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A vontade do Soberano submetida ao Senado Federal

O anúncio pelo Presidente Bolsonaro da indicação do filho Eduardo para a embaixada do Brasil nos EUA, decorre do voluntarismo do soberano, o...