sábado, 2 de agosto de 2014

Movimentação do mercado imobiliário

Os empreendimentos imobiliários lançados pelas grandes incorporadoras tem como principais compradores, no seu lançamento, investidores que tem perspectiva de alta valorização entre o momento da compra até a conclusão do imóvel, quando repassam para um interessado em morar ou alugar - este principalmente quando comercial.

A atratividade está na perspectiva de valorização, processo caracterizado pelos planejadores e acadêmicos como especulação imobiliária.

Com o lançamento de um produto inicial, se esse é aceito pela demanda,  outro incorporador vê a possibilidade de valorização e essa se efetiva. Outros passam a lançar novos empreendimentos, com valorização sucessiva até que alcance um valor de lançamento, com redução da margem potencial de valorização e de ganhos.

Quando essa perspectiva começa a ser perceptível os incorporadores migram para outra área, oferecendo a perspectiva de valorização aos seus clientes investidores e repetem o mesmo movimento, que pode durar 10 anos ou mais.

Quando a área inicial permanece com os valores imobiliarios congelados, ficando abaixo de outras áreas, pode receber o retorno dos incorporadores.

É o que está ocorrendo com o centro tradicional de São Paulo, com diversos lançamentos com preço inferior ao dos centros mais dinâmicos, oferecendo um elevado potencial de valorização.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A vontade do Soberano submetida ao Senado Federal

O anúncio pelo Presidente Bolsonaro da indicação do filho Eduardo para a embaixada do Brasil nos EUA, decorre do voluntarismo do soberano, o...