sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Melhoram as perspectivas para Garanhuns

Ontem em evento sobre Recife daqui a 25 anos, comentando as minhas observações sobre Garanhuns, com amigos pernambucanos da área de projetos de engenharia, tive notícias animadoras para cidade. Além da duplicação da BR de São Caetano até Garanhuns, que já tem obras - as quais atrapalharam a minha viagem, caracterizando a sua execução, está em andamento uma PPP - Parceria Público Privada para a BR 232, visando a sua melhoria. Assumida pelo Governo do Estado, esse providenciaria as obras, mediante uma concessão administrativa, o que significa a antecipação da execução das obras pelo parceiro privado que receberia a sua remuneração com verbas futuras do Governo. Não seria uma concessão comum ou patrocinada que envolveria a cobrança de pedágio.
Gravatá já estaria saturada, com uma movimentação excessiva de pessoas nos finais de semana, com festivais, comemorações de grupos, causando dificuldades de trânsito, barulho levando as pessoas a se esconder nas suas casas nos condomínios fechados de alta renda ou buscando alternativas.
Em São Paulo, a saturação de Campos de Jordão, invadido por "mauricinhos" e "patricinhas" tem levado famílias a buscar alternativas em Monte Verde, já no Estado de Minas Gerais.
Esse quadro comparativo pode indicar que Gravatá siga como uma alternativa para a 2ª  residência, a para os fins de semana, em região serrana. Mas aqueles que buscam o frio, fugindo ao calor, nas 
férias e feriados prolongados, hospedando-se em hotéis, teriam a alternativa de Garanhuns. 
A cidade tem adotado uma política turística de festivais. É uma alternativa para atrair um bom volume de turistas eventuais, mas por outro lado, tendem a afastar os que buscam sossego. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A vontade do Soberano submetida ao Senado Federal

O anúncio pelo Presidente Bolsonaro da indicação do filho Eduardo para a embaixada do Brasil nos EUA, decorre do voluntarismo do soberano, o...